13 nov 17

150 melhores empresas são referência no mercado de RH

No dia 17 de outubro de 2017 foi divulgada a lista das 150 empresas reconhecidas pelo PROGEP-FIA e pela Revista Você S.A. como as melhores para se trabalhar no Brasil. A cerimônia premiou as companhias que se destacaram por terem clima organizacional positivo e práticas avançadas em gestão de pessoas.

A lista resulta de uma pesquisa realizada ao longo do ano de 2017 que contou com a participação de mais de 350 empresas. De acordo com a metodologia, as participantes responderam a um amplo questionário sobre as práticas de RH em doze categorias. Em paralelo, devem convocar uma amostra de funcionários para uma pesquisa de clima que avalia o estado psicológico dos trabalhadores. Este esforço resulta o Índice de Felicidade no Trabalho que permite a escolha das 150 melhores.

O PROGEP-FIA é parceiro da Editora Abril neste trabalho há onze anos. É responsável por toda a metodologia, fazendo atualizações sistemáticas que refletem a evolução das demandas em RH.

Além de auxiliar o público executivo a conhecer melhor as empresas e direcionar suas escolhas de  carreiras, o Guia Você S. A. – As 150 Melhores Empresas para Trabalhar 2017 também contribui para o desenvolvimento da área de RH no país. “A pesquisa gera um efeito recursivo positivo em todo o mercado”, afirma o professor André Fischer, um dos coordenadores das melhores. “A divulgação dos resultados faz com que as boas práticas sejam, com o tempo, implantadas por várias empresas”, completa.

O resultado também reflete os desafios atuais da área de Recursos Humanos. Para o professor Joel Dutra, também responsável pela metodologia, para 2018, as empresas estão otimistas, mas sem abandonar a responsabilidade, mostrando intenção de retomar, aos poucos, as contratações.

A pesquisa é anual e participação das empresas é voluntária, através de inscrição. Para participar, a empresa precisa ter, no mínimo, 100 funcionários e atuar no Brasil há, pelo menos, cinco anos. O calendário para a próxima edição será divulgado pelo PROGEP no início de 2018.


Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *